Um herói elétrico que muitos acabam confundindo com o Super Choque ou mesmo o herói de mesmo nome da rival Marvel Comics, mas este é o verdadeiro Raio Negro ou também conhecido por Relâmpago Negro, um herói famoso na década de 90 e que voltou as telinhas em formato de série live-action, que por sinal fez muito sucesso entre fãs e admiradores do gênero.
O Raio Negro já fez aparições em algumas animações da DC, mas em sua maioria sempre de modo tímido, não sendo o protagonista da estória. Agora a CW em parceria com a Netflix estão produzindo a série do herói que já completou sua primeira temporada em grande estilo, sendo que o herói foi interpretado pelo ator Cress Williams.
Agora está chegando à segunda temporada de “Raio Negro”, transmitida aqui no Brasil pela Netflix e logo poderemos conferir os novos embates do herói de rua mais respeitado dos subúrbios, então vamos conhecer um pouco mais de sua jornada nas HQs.

 

A Criação

O Raio Negro foi criado por Tony Isabella e Trevor Von Eden em 1977, ele foi o primeiro herói afro-americano a ganhar uma revista própria pela DC Comics. Neste período os quadrinhos já tinham heróis negros como o Pantera Negra (1966), Falcão (1969) e Luke Cage (1972), todos da Marvel Comics. Já a DC Comics havia introduzido o segundo Lanterna Verde, John Stewart em 1971, mas foi o Raio Negro quem estreou em um título próprio.
Inicialmente, o candidato original era o herói Black Bomber, que era um racista branco que se transformaria em um super-herói negro sob estresse, esse personagem foi aprovado pelo então editor da DC Comics, mas o mesmo acabou saindo da editora antes mesmo do personagem ser visto, assim Tony Isabella (que já havia trabalhado anteriormente no personagem Luke Cage da Marvel Comics) foi solicitado para salvar o personagem, mas ele acabou convencendo os editores em usar seu personagem Raio Negro, ao qual já estava desenvolvendo há algum tempo.

 

Inspiração do Nome

O herói ganhou esse nome por seus atos em prol da população no subúrbio de Metrópolis, chamado Suicide Scum (Beco do Suicídio), ele é visto como uma luz na escuridão. Quando suas HQs chegaram ao Brasil, muitos ficaram confusos, pois na tradução de seu alter-ego Raio Negro assim como o Raio Negro da Marvel Comics, mas na verdade ambos não tem nada em comum, tanto em aparência como em poderes, mas principalmente em seu codinome em inglês. O Raio Negro da DC se intitula Black Lightning, enquanto o Rei dos Inumanos na Marvel é chamado Black Bolt.
O nome completo do herói da DC é Jefferson Pierce, nascido no subúrbio de Metrópolis.

 

Aparições

Como dito anteriormente, o Raio Negro estreou nas HQs em sua série própria intitulada “Black Lightning” #01 de 1977, entretanto essa série durou apenas um ano e acabou sendo cancelada. Com o insucesso de sua série solo, o personagem acabou se tornando um coadjuvante nas estórias do Batman e dos Renegados durante a década de 80. No ano de 1995, o Raio Negro ganhou um novo título solo que durou um pouco mais de um ano, mas também acabou cancelada. A partir daí, o herói passou a fazer aparições em diversos títulos da DC Comics e acabou entrando na Liga da Justiça da América em 2006, fazendo parte das estórias do grupo esporadicamente.
Com o reboot das HQs da DC Comics, o Raio Negro foi renovado aparecendo em “DC Universe Presents” de 2007. Em 2010 foi lançada a HQ “Black Lightning: Year One” que reconta a origem do herói.

 

Revista Própria

O Raio Negro estreou sua HQ solo “Black Lightning” #01 em 1977, ela foi escrita por Tony Isabella e ilustrada por Trevor Von Eeden, onde o herói é apresentado como um professor de educação física que vendo como a criminalidade estava destruindo seu bairro, ele decide se tornar um vigilante, o Raio Negro. Esta série de HQs introduz o Raio Negro no Universo da DC com suas estórias sobre os problemas dos subúrbios, que mostram não serem tão insignificantes quanto os problemas das grandes cidades como Metrópolis. Com a sua apresentação, a DC ganhou mais um grande herói e com ele boas estórias nas HQs como:

 

HQ “Raio Negro” #01 a #04: Escrita por Tony Isabella e ilustrada por Trevor Von Eeden em 1977. Esta foi a HQ de estreia do personagem na DC Comics.
Trama: Jefferson Pierce é um professor de educação física, respeitado e admirado no bairro Suicide Scum, subúrbio de Metrópolis. Ele cresceu vendo a criminalidade tomar conta de seu bairro e com o Superman muito ocupado com os grandes problemas das cidades grandes, seu bairro ficou esquecido e assim Jefferson decidiu fazer a diferença, ele se tornou o herói chamado Raio Negro.

HQ “Raio Negro: Lure of the Magnetic Menace” #01: Escrita por Dennis O’Neil e ilustrada por Michael Netzer em 1978.
Trama: O Raio Negro luta contra o Dr. Polaris, enquanto tenta ajudar um garoto problemático que acaba descobrindo ser ele o sobrinho de Polaris.

HQ “DC Comics Presents” #16: Escrita por Dennis O’Nell e ilustrada por Joe Staton em 1979.
Trama: Jefferson Pierce presencia um assalto que dá errado graças a seus esforços como o herói Raio Negro, mas as coisas começam a desandar quando uma estranha criatura alienígena aparece, o Raio Negro então se une ao Superman para deter essa nova ameaça.

HQ “Liga da Justiça da América Vol. 1” #173: Escrita por Gerry Conway e ilustrada por Dick Dillin em 1979.
Trama: Por recomendação do Arqueiro Verde, Raio Negro é considerado um possível membro da Liga da Justiça, mas outros heróis discordam de sua admissão. Enquanto isso, uma nova ameaça surge na forma do vilão Regulador que tem o poder de comandar exércitos de ratos e outros animais. A Liga continua o teste das habilidades do Raio Negro, onde disfarçados de vilões eles lutam contra ele enquanto o Superman serve de juiz. Embora o Raio Negro tenha passado no teste, o mesmo se recusa a entrar na equipe, aceitando ser um “membro reserva”, já que possui responsabilidades para com seu bairro.

HQ “Detetive Comics Vol. 1” #495: Escrita por Michael Fleisher e ilustrada por Don Newton em 1980.
Trama: Animais – Uma gangue de rua leva seis garotas como reféns durante uma Olimpíada e o Raio Negro tem que libertá-las antes que o Inspetor Henderson e a polícia possam se mudar.

HQ “Os Renegados Vol. 1” #02: Escrita por Mike W. Barr e ilustrada por Jim Aparo em 1985.
Trama: A Família Nuclear mantem Looker sedada para que ela não possa usar seus poderes contra eles. Os Renegados atraem a Família Nuclear para uma clareira e começam a combatê-la.

HQ “Renegados Vol. 3” #03: Escrita por Judd Winick e ilustrada por Tom Raney em 2003.
Trama: Enquanto lutam contra as tropas de Gorilla City, os heróis são forçados a tomar medidas extremas, ameaçando matar alguns gorilas, para fazer com que Grodd lhes diga por que eles atacaram. Acontece que eles estão fazendo isso a pedido do Coringa, que os usou para fornecer uma diversão enquanto ele sequestra e tortura o presidente, Lex Luthor. Os Renegados unidos por Jade resgatam Luthor com a ajuda de informações fornecidas pelo pai de Tormenta, Jefferson Pierce antigo Raio Negro que agora é membro do gabinete de Luthor.

HQ “The Brave and the Bold Vol. 3” #24: Escrita Matt Wayne e ilustrada por Howard Porter em 2009.
Trama: O primeiro encontro do Super Choque com o Raio Negro! Virgil Hawkins sempre teve um pequeno problema com figuras de autoridade – especialmente políticos aparentemente tão corruptos como Jefferson Pierce, ex-companheiro de Luthor. Quando o Raio Negro chega para falar no início de Hemingway High, o Super Choque pretende dar a ele um pedaço de sua mente, mas não antes do Holocausto tirar um pedaço de ambos primeiro.

HQ “Convergência: Batman e Os Renegados”: Escrita por Marc Andreyko e ilustrada por Carlos D’ Anda em 2016.
Trama: No mundo pré-Crise nas Infinitas Terras, Batman saiu da Liga da Justiça após a equipe se recusar a se envolver numa missão de cunho político. Inabalável, ele reuniu um grupo de heróis indomáveis, Os Renegados para realizar missões que ninguém mais poderia. Agora, após um ano aprisionado no domo, este grupo precisa enfrentar a primeira e brutal versão da maquina de combate conhecida como OMAC.

 

Estória

Infância: Jefferson Pierce nasceu e cresceu no bairro chamado Suicide Scum, subúrbio de Metrópolis. Ainda criança, ele teve o pai assassinado acidentalmente durante uma ação da máfia local, o que fez Jeff e sua mãe passarem por maus momentos, mas isso também o motivou, pois ele passou a se dedicar assiduamente nos estudos e no atletismo, com grande aptidão para o inglês e a poesia.

Juventude: Aos 18 anos, Jeff foi para as Olimpíadas e ganhou grande destaque da mídia por sua origem humilde no subúrbio. Durante este período, Jeff se casou com Lynn Stewart, mas um pouco depois acabaram por se divorciar, por Lynn ter se desapontado por Jeff não ser o líder comunitário que ela imaginava, pois ele parecia se preocupar apenas em sair do subúrbio.

A Volta de Jefferson Pierce: Jeff voltou a Suicide Scum para o enterro de sua mãe e ficou decepcionado por notar que nada havia mudado no bairro. Ele então decidiu arrumar um emprego em sua antiga escola, a Garfield High. Durante sua visita a escola, Jeff topou com um trocador de substancias ilícitas em um dos corredores, indignado Jeff bateu no rapaz.
O chefe da máfia local chamada Os 100, Tobias Whale ordenou que seus rapazes socassem o estudante Earl Clifford, mas o que era para ser apenas um susto se tornou um assassinato, pois os rapazes acidentalmente o mataram com seu carro, eles então penduraram o corpo do garoto em um aro de basquete da escola, local onde Jeff poderia ver o que acontecia com quem se metia com Os 100.

Jefferson Pierce, O Justiceiro: Peter Gambi aprendeu com o irmão Paul o negocio da costura (seu irmão criava uniformes e acessórios especiais para os super-vilões de Central City), Gambi se aproximou de Jeff quando o mesmo voltou ao bairro e passou a morar no andar de cima de sua loja. Após o assassinato do garoto Clifford, Jeff sabendo de suas atividades pediu para Gambi criar um uniforme, para que pudesse vingar a morte do garoto. Gambi criou um uniforme elétrico para Jeff, o uniforme constituía em uma combinação de azul com raios, um capacete (simulando cabelo afro), máscara branca e um cinto que dava poderes elétricos ao uniforme. Nascia então o Raio Negro, O Justiceiro (sem poderes).

O Nascimento do Raio Negro: O Raio Negro mesmo sem reais poderes começou a aterrorizar os valentões do bairro, tanto que Whale acabou por contratar diversos especialistas para se livrar do herói, sendo alguns deles Merlyn o Arqueiro, Cyclotronico e Synoide, sendo este último quem finalmente conseguiu capturar o herói com um dardo tranquilizante.
No dia de sua captura, o vilão Synoide destruiu o cinto de Jeff e alguns rapazes da gangue Os 100 penduraram Jeff ao lado de Gambi na quadra de basquete da escola, Whale chamou todos os líderes dos 100 para que vissem a morte do herói, mas Synoide se recusou a matar o Raio Negro na frente de todos. Por sorte, Raio Negro conseguiu livrar a si mesmo e a Gambi das amarras, passando a caçar Whale que havia saído do local momentos antes. Ambos conseguiram sair com vida da quadra cheia dos homens dos 100, mas momentos depois Synoide avistou o herói e atirou contra ele, Gambi então se jogou na frente da bala se sacrificando por Jeff.
No momento da morte de Gambi, o corpo do Raio Negro começou a crepitar com eletricidade, e apesar de estar sem o cinto energético, seu poder havia sido incorporado graças à ativação de seu metagene durante o momento da alta tensão. Furioso, o Raio Negro saltou em direção dos gangsteres e começou a lutar com dúzias deles, seu poder era tão forte que passou facilmente pelos 100 e acabou capturando Whale, assim quebrando a máfia dos 100.

 

A Família Elétrica

O Raio Negro é considerado um herói lendário dentro da DC Comics, por ser um grande herói com e sem máscara, mas também por ter gerado duas filhas poderosas.

Tormenta: Anissa Pierce é a filha mais velha de Jefferson Pierce, ela descobriu seus poderes ainda na adolescência, seus pais fizeram um acordo com ela, de que só poderia usar seus poderes após se formar na faculdade. Esse acordo tinha o objetivo de fazê-la desistir de seguir os passos do pai, mas no dia de sua formatura Anissa criou seu próprio uniforme e adotou o codinome Tormenta (Thunder no original). Quase que imediatamente ela foi recrutada por Roy Harper a fazer parte da nova formação da equipe Renegados (equipe onde um dos fundadores foi seu pai, o Raio Negro) e ali ela aprendeu e descobriu seu verdadeiro eu.
A Tormenta é capaz de mudar a densidade de seu corpo, aumentando a sua massa e tornando seu corpo invulnerável.

Rajada: Jennifer Pierce é a filha mais nova de Jeff, ela é uma adolescente que esta passando por mudanças em seu corpo, uma delas é o surgimento de seus poderes que são similares aos de seu pai. Ao entrar em contato com dispositivos eletrônicos seus poderes se revelam, mas ao contrario de sua irmã, Jeniffer demonstra não possuir controle sobre eles.
Não podendo lidar com essa situação, Jeff entrou em contato com a Sociedade da Justiça da América em busca de ajuda, lá ela passou a aprender como utilizar seus poderes ao lado de outros jovens poderosos.
Rajada (Lightning no original) é capaz de produzir e manipular eletricidade, além de ter a capacidade de voo.

 

Super Choque é o novo Raio Negro?

Com certeza você já deve ter se perguntado se o Super Choque tem algum parentesco ou é uma versão mais moderna do Raio Negro? Bom, sinto informar que a resposta para ambas as perguntas é não! Os heróis Raio Negro e Super Choque não tem nada a ver um com o outro, apesar de já terem feito participações em animações da DC/Warner como “Liga da Justiça” e “Justiça Jovem”.
O Super Choque foi criado em 1993 por Dwayne McDuffie e John Paul Leon para a editora Milestone/DC até 2001 e a partir de 2008 para a DC Comics. Originalmente o personagem foi desenvolvido para a Marvel Comics sendo que sua grande inspiração foi o herói Homem-Aranha, mas acabou indo para na DC Comics.
Virgil Ovid Hawkings é um Meta-humano que vive em Dakota, ele ganhou suas habilidades eletroestáticas após entrar em contato com um gás mutagênico. Como não só ele, mas outras pessoas entraram em contato com esse gás mutagênico, a cidade de Dakota ganhou alguns vilões e para proteger sua cidade Virgil decidiu agir e assim nasceu o Super Choque.
O Super Choque tem a capacidade de absorver e manipular quaisquer tipos de energia, criar escudos protetores e disparar raios de eletricidade (este último poder é bem parecido com o que o Raio Negro possui), a sua marca registrada é um “skate” que usa para se locomover com rapidez, mas no início era uma tampa de bueiro e depois passou a ser um disco criado especialmente para seu transporte.

 

Poderes e Habilidades

Quando o Raio Negro teve seu Metagene ativado ele se tornou um meta-humano (são os mutantes da DC Comics), seus poderes afloraram, sendo todos baseados na eletricidade.
O Raio Negro pode gerar eletricidade com seu corpo, manipular a energia, controlar outras fontes, projetar raios e voar, ele também pode ligar e desligar aparelhos elétricos, é mestre nas artes marciais (foi treinado pelo Batman) e ainda possui uma “forma elétrica” que o permite viajar mais rapidamente e o torna quase invulnerável.
Para usar seus poderes, o Raio Negro dispara raios com as mãos (seus raios são fortes o suficiente para matar um homem, mas ele os usa para afastar seus inimigos) ele tenta atordoar seus inimigos, ele também pode ionizar a atmosfera criando tempestades relâmpagos localizadas que atingem centenas de vezes por minuto, ele pode criar também cargas elétricas em seus punhos para dar mais impacto nos socos, pode fazer também campos magnéticos o que lhe permite mover e controlar objetos. Com sua energia elétrica, o Raio Negro pode criar enormes paredes ou bolhas de energia que bloqueiam ataques diretos com punhos, balas e outros ataques físicos, também bloqueiam explosões de energia de armas e de outros meta-humanos, além de granadas e bombas. Ele também tem a capacidade de sentir campos magnéticos ao seu redor e dizer de onde vem à eletricidade e o quão forte é.
Quando está irritado, o Raio Negro lança um tipo diferente de raio da cor preta que alimentada por sua raiva fica mais forte. Os seus poderes também o permitem absorver energia para se fortalecer, o tornando mais forte, rápido, o curando mais rápido e produzindo mais raios. Qualquer eletricidade serve, mas a sua preferencia é pelos raios das tempestades. Ele pode drenar usinas elétricas e até mesmo a energia de maquinas que estiverem o atacando.
Apesar desses poderes, Jeff possui um problema, por reprimi-los por muito tempo, de tempos em tempos ele precisa usar um cinto especial que ajuda a energia a ser conduzida por seu corpo.

 

Inimigos

Tobias Whale: Arqui-inimigo do Raio Negro. Um albino afro-americano, chefão da máfia e líder da gangue Os 100. Os dois entraram em confronto após o Raio Negro começar suas atividades de justiceiro e Tobias se vingar matando um aluno da escola de Pierce.

Syonide: Este já foi o codinome de três vilões, neste caso o primeiro Syonide foi um grande adversário do Raio Negro. Ele era um mercenário que trabalhou para varias organizações criminosas como a Gangue Os 100, sendo contratado por essa ultima para eliminar o Raio Negro.

Doutor Polaris: Neal Emerson foi o primeiro Doutor Polaris. Emerson foi criado por um pai abusivo e isso o levou a si mesmo a criar uma personificação de seu próprio lado sombrio, ele é um cientista que obteve seus poderes de controle do magnetismo graças à junção do seu meta-gene com continua exposição aos campos magnéticos em suas pesquisas. Com o pseudônimo Baxter Timmons, ele se mudou para Suicide Scum onde ele roubou tecnologia avançada de armazéns por toda a cidade. Polaris integrou os novos circuitos magnéticos em seu traje, como parte de uma tentativa de se vingar do Lanterna Verde, mas seus planos foram interrompidos pelos esforços do Raio Negro.

Painkiller: Também conhecido por Analgésico, é um meta-humano que tem a capacidade de anestesiar qualquer parte do corpo de sua vítima. Ele também tem o controle completo dos sentidos de suas vítimas, como a capacidade de ver, sentir, tocar e cheirar. Seus poderes de anestesia não causam danos permanentes, pois somente são eficazes por um curto período de tempo.

Gangue Os 100: É um grupo do crime organizado que aparece em diversas estórias da DC Comics. Esse grupo era inicialmente conhecido por El Ciento, sendo fundado por 71 homens e mulheres de toda a Europa que se reuniram em Aragão, na Espanha em 1462 e nomearam-se assim em homenagem a 29 aliados mortos. Muitos anos depois um membro da organização se estabeleceu no subúrbio de Metrópolis e com o tempo El Ciento se tornou Os 100. Com o crescimento do grupo, eles mantiveram o controle do crime na região, como trafico de drogas e extorsão. O Raio Negro é um de seus principais inimigos.

Joey Toledo: Um traficante de drogas que trabalhava para Os 100, Jeff e seu alter-ego entraram em conflito com o mesmo por conta de suas atividades na Garfeild High School.

Lady Eve: Eve conheceu o líder do grupo terrorista oculto chamado Kobra no Egito, onde ele cuidou de sua saúde, em gratidão ela se uniu ao grupo se tornando com o tempo um membro do alto escalão. Ela e o grupo entraram algumas vezes em confronto com o Batman e os Renegados, equipe ao qual o Raio Negro fazia parte.

Kobra Cult: É uma organização terrorista liderado pelo vilão Kobra, esse grupo usa das artes do ocultismo para conseguir poder e assim um dia dominar o mundo. Os Renegados já entraram em confronto contra ele.

Andrew Henderson: Filho do Inspetor Henderson que é um mestre dos disfarces.

Cyclotronic Man: Um ex-ladrão de jóias que se tornou um metahumano com poderes semelhantes ao Black Lightning após ser exposto à radiação. Após uma luta anterior com Batman, Cyclotronic Man trabalha como um assassino para os 100.

Merlyn: Conhecido também como Arqueiro Negro, é um membro da Liga dos Assassinos que foi contratado por Whale para assassinar o Raio Negro.

Racismo: O tema racismo sempre esteve presente nas HQs do Raio Negro, pois além de ser um tema que abre bastante discussão, é algo infelizmente bastante recorrente nos subúrbios e cidades de todo o mundo. As estórias do Raio Negro, assim como o Luke Cage abordam bastante este tema, mas com uma diferença, o Raio Negro é um homem que seguiu pelo caminho certo (ao contrario de Cage que seguiu primeiramente pelo caminho da criminalidade) e que decidiu fazer a diferença no subúrbio onde cresceu e dar oportunidade para os jovens de seu bairro.

 

Parcerias

O Raio Negro é conhecido por na maioria das vezes atuar sozinho, mas isso nem sempre acontece pois, com os anos e a experiência de herói ele conquistou muitas parcerias e delas surgiram grandes amizades como a que possui com o Batman que praticamente foi seu mentor no ensino das artes marciais, também o Superman é um grande parceiro seu, principalmente por atuarem na mesma cidade, sendo o Superman na cidade grande e o Raio Negro nos subúrbios.
Uma das grandes características do personagem é que suas filhas adquiriram poderes, assim em algumas vezes a Tormenta e a Rajada atuam com o pai Raio Negro. Outro parceiro, mas esse de inicio de carreira, foi Peter Gambi que o ajudou a se tornar um justiceiro e sem querer a sua morte foi o estopim para o surgimento dos poderes do Raio Negro. O Inspetor Herderson, assim como Gordon com o Batman, é um grande auxiliar do Raio Negro na captura dos bandidos e vilões durante sua jornada.
O Raio Negro durante muito tempo fez parte da equipe Os Renegados e esporadicamente na Liga da Justiça da América, sendo um membro da reserva.

 

Relacionamentos

O Raio Negro é conhecido como um herói família, um homem comprometido com seu propósito e muito responsável, por isso nas HQs não o vemos muito focado em relacionamentos. O único relacionamento relevante em sua vida foi com Lynn Stewart, uma humana comum com quem Jeff foi casado durante muitos anos, até ela não suportar mais sua vida de super-herói. Com Lynn, Jeff teve suas duas poderosas filhas Anissa e Jennifer Pierce.

 

Mídias

Mesmo que muitos não percebam, o Raio Negro está presente em muitas produções sejam seriados, animações ou games.
Na televisão o Raio Negro aparece em “Batman: The Brave and the Bold” (2008), no curta animado “Thunder and Lightning” (2013) da DC Nation Shorts, em “Young Justice: Invasion” (2010) e na futura animação “Young Justice: Outsiders” (2019).
Nos filmes animados o personagem dá as caras em “Superman/Batman: Public Enemies” (2009), “Liga da Justiça: Crise em Duas Terras” (2010) e no mais recente “Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas” (2018).
Nos games o Raio Negro aparece em “Batman: The Brave and the Bold” (2010), “DC Universe Online” (2011), “Injustice 2” (2013) e em “Lego DC Super-Villains” (2018).
Algumas homenagens significativas foram feitas ao herói, como na série animada “Super Choque”, um personagem baseado no Raio Negro aparece, ele luta pelo lado do Soul Power sendo um herói aposentado com um visual inspirado no herói.
Em 1973 a produtora de desenhos animados Hanna-Barbera criou a série animada “Super Amigos” onde o Raio Negro deveria fazer parte, mas neste período a DC Comics e o criador do herói, Tony Isabella estavam em meio a uma disputa judicial pelo personagem, assim a solução foi criar um personagem similar, nasceu então o Vulcão Negro que possuía os mesmos poderes do Raio Negro e uma roupa similar a sua, a única diferença era que este usava um capacete parecido com o do Flash.

 

Atualmente

O Raio Negro ganhou uma nova oportunidade de se mostrar ao mundo em um seriado produzido pelo canal americano CW e a Warner Bros. Television. A série foi encomendada em 2017 e após alguns problemas de transmissão, foi decidido que seria transmitido pelo canal CW nos EUA e para o resto do globo pelo streaming Netflix.
A série “Raio Negro” protagonizada por Cress Williams, relata a jornada do herói de rua Raio Negro, que após uma aposentadoria de dez anos volta a ativa primeiramente para salvar sua filha Jeniffer, depois para limpar as ruas da gangue Os 100 e nesse meio tempo reencontrar e deter seu arqui-inimigo: Tobias Whale. Assim Jefferson Pierce vive uma vida dupla, sendo metade do tempo o diretor da Garfield High School e pai de família e na outra metade um herói implacável chamado Raio Negro.
A série é bem atual, aborda temas recorrentes da nossa sociedade como a crescente criminalidade, corrupção e o racismo, uma realidade enfrentada por muitos e uma luta sempre travada, mas infelizmente nunca totalmente vencida.
Com o sucesso da primeira temporada, foi encomendada uma segunda temporada da série “Raio Negro” que dará continuidade aos eventos e a estória da família Pierce, esta série diferentemente das demais apresentadas pela CW/DC, se passa em outro universo onde o bairro Freeland é o centro e o Raio Negro seu único herói (por enquanto). A segunda temporada vai estrear em 16 de outubro no canal CW e a Netflix vai transmitir a série em episódios semanais um dia depois de passar nos EUA.

 

 

 

Raio Negro, um pai, um herói, um guerreiro, um poderoso, um personagem importante para a cultura pop por representar aqueles que não se intimidam com as dificuldades e com as adversidades. O Raio Negro é aquele herói ao qual deve se admirar, pois é integro em ambas suas vidas, é um pai amoroso e que coloca sua família (de sangue ou não) em primeiro lugar e luta pelo que é certo, mesmo que tenha que se sacrificar.
Esse é o Raio Negro, um poderoso herói que está voltando com tudo para as mídias e tenho certeza, dessa vez é para ficar.

Deixe um Comentário

Por favor, deixe seu comentário!
Digite seu nome aqui