Um dos maiores e mais fortes vilões do Universo Marvel, Venom é um simbionte alienígena que usa seu hospedeiro para sobreviver e obter mais força, mas também concedendo uma força sobre-humana a quem ele se hospeda. Venom já teve diversas formas e hospedeiros, mas com certeza os que mais se destacaram foram Peter Parker (quem lhe deu a forma que usa de Homem-Aranha preto) e o repórter Eddie Brock ao qual enlouqueceu com o simbionte.
Venom é um vilão, mas que foi transformado em um anti-herói graças aos esforços de Flash Thompson, mas essa é uma estória que iremos descobrir no decorrer deste artigo, o que posso adiantar é que o personagem Venom não é apenas um vilão do Cabeça de Teia, Venom é um dos vilões mais fortes e espetaculares já criados para as histórias em quadrinhos.
A Sony está criando um universo especialmente para o Homem Aranha nos cinemas e o personagem escolhido para dar partida foi Venom, já que ele ficou marcado como um dos vilões mais difíceis que o Homem Aranha já enfrentou, sendo interpretado nos cinemas por Tom Hardy.
Venom ganhou uma nova versão, mais assustadora e medonha que poderemos conferir logo mais, por enquanto vamos conhecer um pouco de sua trajetória nas HQs.

 

A Criação

A ideia de criar o personagem Venom veio de um fã de quadrinhos chamado Randy Schueller, que vendeu sua criação para a Marvel Comics por 220 dólares. Após a venda, o editor chefe da Marvel Comics, Jim Shooter entregou o personagem para Mike Zeck e Todd McFarlane que o desenvolveram e realizaram algumas mudanças em seu designer inicial, formando o Venom que conhecemos hoje e isso tudo ocorreu no ano de 1984. Venom foi criado para ser um vilão e apenas 30 anos depois acabou se tornando o anti-herói que conhecemos por Agente Venom.

 

Inspiração do Nome

O nome Venom em uma tradução literal significa peçonhento, esse adjetivo é geralmente dado a animais que são capazes de injetar veneno em suas presas.
Nas HQs, Eddie Brock escolheu este nome, pois via o Homem Aranha como uma pessoa que envenenou sua alma, esta alcunha foi adotada pelo próprio simbionte que o manteve com todos os seus hospedeiros.

 

Aparições

Geralmente Venom aparece nas estórias do Homem Aranha como seu inimigo. A sua primeira aparição oficial foi na HQ “The Amazing Spider-Man” #252, em que o simbionte se torna a “segunda pele” de Peter Parker. Já a sua primeira aparição como Venom veio na HQ “The Amazing Spider-Man” #299. Além das HQs do Homem Aranha, o Venom ainda fez aparições nas coleções “Grandes Heróis Marvel”, “Universo Marvel”, “Quarteto Futuro”, “Marvel Max”, “Justiceiro”, entre outras HQs.

 

Revista Própria

A primeira HQ solo do personagem foi “Venom – Especial” #01 de 1997, essa HQ especial, de volume único, divididas em oito partes foi escrita por Howard Mackie e traz o repórter e hospedeiro Eddie Brock sendo caçado pelos Simbiontes do Projeto Vida. A outra estória inclusa nesta HQ traz o vilão Carnificina. Claro, que o vilão Venom tem diversas boas estórias para serem lidas, principalmente as que contem seus embates contra o Homem Aranha, mas suas estórias solo também não ficam atrás e algumas de suas boas estórias são:

 

HQ “O Espetacular Homem-Aranha – O Nascimento de Venom” #252: Escrita por Roger Stern e Tom Defalco, ilustrado por Ron Frenz em 1984. Nesta HQ o Homem-Aranha aparece pela primeira vez com o traje negro e a partir dela que a origem de Venom é contada.
Trama: Venom é uma sombria e aterrorizante forma de vida que incorpora todos os poderes do Homem-Aranha. Quando o Escalador de Paredes rejeita o simbionte alienígena que havia se transformado em seu todo-poderoso uniforme preto, a criatura é forçada a encontrar outra vítima: Eddie Brock que consumido pelo ódio insano pelo Aranha, um sentimento também compartilhado pelo simbionte, Venom surge como o mais perigoso inimigo do herói aracnídeo.

HQ “Homem-Aranha – Carnificina Total” #01 a #02: Escrita por David Michelinie, Tom Defalco, J.M. Dematteis e Terry Kavanagh, ilustrado por Sal Buscema, Alex Saviuk, Ron Lim, Tom Lyle e Mark Bagley em 1993. Nesta HQ o herói Homem-Aranha é forçado a trabalhar com Venom a fim de derrotar um pesadelo para os dois: O Carnificina.
Trama: Cletus Kasady é levado para uma prisão de segurança máxima, mas ao chegar rapidamente se transforma no Carnificina e foge. Chegando à cidade, ele monta um grupo de super-vilãos indestrutíveis e assim começam uma chacina, matando centenas de pessoas. Cabe então ao Homem-Aranha detê-lo e ele não fará isso sozinho, terá a ajuda improvável de Venom.

HQ “Venom – Protetor Letal” #01: Escrita por David Michelinie e Ilustrado por Mark Bagley em 1993. A estória desta HQ servirá de apoio para o desenvolvimento de seu filme solo pela Sony nos cinemas.
Trama: Venom – O Simbionte alienígena! Inimigo mortal do Homem-Aranha! Defensor dos inocentes?! Eddie Brock e seu ‘outro’ lado decidiram virar a pagina e se tornar um herói! Mas quando Venom ruma para o oeste, não faltam inimigos esperando para testar sua nova determinação – incluindo o Júri! Mais: Homem-Aranha encontra o pai de Venom! E o Protetor Letal que dá origem a toda uma nova horda de sinistros simbiontes! Mas algum deles seguirá os passos “heróicos” do papai querido? Duvidoso! Prepare-se para ver o Venom original em sua primeira e mais mortal série solo!

HQ “A Teia do Aranha – A Queda de Venom” #90: Escrita por Terry Kavanagh e ilustrado por Steven Butler em 1994. Esta HQ marca o primeiro confronto de Venom contra o Aranha Escarlate (clone de Peter Parker).
Trama: Ben Reilly, clone de Peter Parker chega à cidade de Nova York e se torna o Aranha Escarlate, mas acaba se deparando com um antigo inimigo de Peter, seu nome é Venom. Ao se intrometer nos assuntos do vilão, o Aranha acaba se envolvendo em uma briga grande.

HQ “Venom – Planeta dos Simbiontes”: Escrita por David Michelinie e ilustrada por Dave Hoover em 1995. Esta é outra HQ que servirá de base para o filme solo do vilão pela Sony.
Trama: Temendo a crescente influência de seu “outro eu”, Eddie Brock toma a decisão de se separar do simbionte Venom! Mas o resultado é uma invasão em grande escala na Terra por sua raça alienígena! À medida que mais e mais humanos são tomados como hospedeiros, Eddie deve se unir ao Homem-Aranha e ao Aranha Escarlate para salvar a Terra de ser invadida. E para fazer isso, eles devem viajar para o Planeta dos Simbiontes! Mas de qual lado o simbionte Venom estará? E em meio a todo o caos, Carnificina acorda de seu coma – e planeja absorver tantos simbiotes quanto ele puder! Nossos heróis podem lidar com um psicopata de quinze metros de altura?

HQ “Venom – Especial” #01: Escrita por Howard Mackie e ilustrada por Ron Randall em 1997. Esta foi a primeira HQ solo do vilão.
Trama: HQ dividida em duas partes. Na primeira, Venom esta sendo caçado por Simbiontes do Projeto Vida que se tornam ameaças não apenas para ele, mas para o restante da população de Nova York. Na segunda parte, o Carnificina entra em ação quando seu alter-ego consegue fugir do hospital Ravencroft para fazer o que faz de melhor: Matar.

HQ “Homem Aranha – A Noiva de Venom” #174: Escrita por Tom de Falco e ilustrado por Sal Buscema em 1997.
Trama: Uma garota procura vingança contra Eddie Brock, pois o culpa por seu namorado estar em uma cadeira de rodas. Eddie Brock vive uma péssima fase da vida e se isso não bastasse, a sua noiva Anne Weying é baleada e Eddie usa seu simbionte para curá-la. Apesar da cura, as coisas ficam fora de controle, quando Anne se torna um mostro aparentemente mais insano que o próprio Venom.

HQ “Os Heróis Mais Poderosos da Marvel – Agente Venom (Flash Thompson)” #86: Este livro de luxo reúne várias estórias do Venom dos últimos anos. Lançado em 2018, o livro tem a arte de Michael Anthony Moore.
Trama: A saga do simbionte Venom gera um improvável volume nesta caótica coleção quando um antigo valentão da escola se torna herói. Testemunhe a transformação de um adolescente torturado, numa lenda de guerra, antes que o Venom original, Eddie Brock, volte para reclamar seu distorcido legado. Prepare-se para muita ação viciante e viscosa quando dois simbiontes se enfrentam!

 

Estória

O Começo: Venom é um simbionte alienígena que apareceu pela primeira vez durante o evento “Guerras Secretas”, quando Peter Parker o usou como um novo uniforme para o Homem-Aranha (que até o momento não sabia que sua veste negra se tratava de uma criatura viva e pensante). O “uniforme” era totalmente negro e aumentava as habilidades do Aranha, inclusive lhe dava propriedades regenerativas, mas em contra partida potencializava a agressividade de Peter.

A Descoberta: Após um curto período de tempo, Parker notou estas mudanças principalmente em seu modo de agir e pensar e passou a desconfiar do novo “uniforme”, assim ele procurou saber a origem do material e acabou descobrindo que se tratava de um simbionte alienígena que precisava de um hospedeiro para sobreviver e se fortalecer.

Troca de Pele: Logo que fez essa descoberta, Peter tratou de se livrar de seu “uniforme” que não queria deixa-lo, descobriu que fortes ondas sonoras afetavam diretamente o simbionte e assim se livrou do mesmo. Acontece que pouco depois, o simbionte acabou caindo sobre Eddie Brock, um jornalista fracassado do Clarim Diario que culpava o Homem Aranha por sua ruina.

O Nascimento de Venom: Ao sentir o ódio de Brock por seu agora inimigo em comum, o simbionte se ligou ao seu corpo formando assim um ser de mente composta que se intitulou Venom.

 

A Origem de Venom

Venom e os Simbiontes de sua raça vieram de um planeta longínquo da galáxia de Andrômeda chamado Klyntar. Venom é o membro de uma raça alienígena também chamadas Klyntar. Seu planeta natal era um mundo frio e selvagem onde imperava a lei do mais forte, no início os Klyntar se uniam aos animais menores onde davam uma chance maior de sobrevivência no planeta e ao mesmo tempo permaneciam protegidos.
À medida que os Klyntar foram evoluindo, esse sentimento de auxiliar outras espécies se intensificou e assim fundaram os Agentes do Cosmos, que era uma ordem de guerreiros que manteriam a paz no Universo, os Klyntar se uniam a hospedeiros dignos de diversas raças para trazê-los a consciência coletiva deles.
Contudo, nem sempre seus hospedeiros eram realmente dignos e acabavam utilizando os simbiontes para propósitos malignos, assim os Klyntar que se uniam a hospedeiros maus acabavam corrompidos, tornando-se também criaturas cruéis e negativas, esses membros eram desconectados da consciência coletiva dos Klyntar.
Estes membros corrompidos abandonavam o proposito dos Agentes do Cosmos e passavam a viver como parasitas, eles se uniam a outros seres os forçando a entrar em situações extremas para poderem se alimentar de sua adrenalina e isso era feito até seu hospedeiro secar e morrer de tanto stress. Após a morte do hospedeiro, o simbionte procurava outra vítima.
Venom foi um Klyntar que se uniu a um hospedeiro indigno, que utilizou seus poderes para dizimar toda a população de um planeta. Após esse acontecimento, Venom se transformou em um predador viciado em raiva, mas Venom manteve seu instinto de proteção aos seus hospedeiros. Essa atitude não o redimiu perante sua espécie que o encarcerou, o enviando para o Mundo de Batalhas, onde ocorreu as Guerras Secretas e onde Venom se conectou ao Homem-Aranha.

 

Os Simbiontes

Como já dito, a raça alienígena de simbiontes Klyntar, são uma raça pacifica que usa de seus poderes para criar heróis pelo Universo a fim de pacificá-lo, mas como nem tudo é perfeito alguns dos seus simbiontes foram corrompidos e usam de seus poderes para o mal. Agora vamos conhecer alguns desses simbiontes perversos:

Venom: O primeiro Simbionte ao qual se deriva a maioria dos trajes-simbiontes apresentados nas HQs. Sua primeira aparição foi no Pós-Guerra Secretas, sendo usado como um “uniforme” pelo Homem-Aranha. Após ser rejeitado pelo mesmo, Venom passou para diversos hospedeiros, sendo o mais famoso Eddie Brock que foi quem lhe deu o nome Venom.

Carnificina: É dito que o simbionte ao se unir ao hospedeiro recebe certa carga psicológica dele, o que explica a psicopatia de Carnificina. Este simbionte foi criado a partir de Venom e seu principal hospedeiro é o serial killer Cletus Kasady. Com este hospedeiro, Carnificina se tornou um simbionte mais sangrento e destrutivo que seu criador.

Anti-Venom: Este simbionte foi gerado a partir de restos do simbionte Venom no organismo de Eddie Brock. Durante o tratamento de câncer de Brock feito pelo Sr. Negativo, os vestígios de Venom que restavam em seu corpo mutuaram e criaram um novo organismo, o Anti-Venom. Além das características comuns entre os simbiontes, este tem poderes curativos acelerados e pode curar doenças e impurezas no sangue humano.

Agente Venom: Flash Thompsom após a escola se tornou um soldado do exercito americano, mas acabou perdendo as duas pernas na guerra do Iraque. Flash se alistou para o Projeto Renascimento 2.0, onde foi unido com o simbionte Venom que havia sido retirado de Mac Gargan. Flash se tornou o Agente Venom servindo ao governo, e às vezes perdendo o controle do simbionte. Ele participou dos Vingadores Secretos e dos Guardiões da Galáxia.

Toxina: Gerado através do Carnificina antes de ser derrotado por Venom e pelo Homem Aranha, ele é visto por seus antecessores como um simbionte extremamente perigoso, que é capaz de derrotar até mesmo o simbionte mais poderoso. Seu primeiro hospedeiro foi o policial Pat Mulligan. Toxina trabalhou inicialmente como vigilante até ser ameaçado por Venom e Carnificina ao qual derrotou os dois. Depois Toxina foi retirado de Mulligan e passou para Eddie Brock que trabalhou com o Sexteto Sinistro por um tempo. Após ser dado como morto em uma batalha contra Venom, Toxina e seu então hospedeiro sobreviveram e voltaram à vida de vigilantes.

Mayhem: Na Terra 982 April Parker é um clone da filha de Peter Parker, May Parker. April foi criada por Norman Osborn que alterou seu código genético e criou o primeiro hibrido humano/simbionte. Esse simbionte nunca foi consciente, assim April não teve de lidar com uma outra persona dentro de si. Depois de perseguir a May original e de lidar com alguns conflitos de personalidade, April foi integrada a família Parker e passou a atuar como super-heroína ao lado da irmã, a Spider-Girl.

ZZXZ: Um tipo único de simbionte que no lugar de se alimentar de adrenalina, ele se alimenta do cérebro do hospedeiro. Foi descoberto pelo Império Shi’ar e é classificado como uma monstruosidade e um dos cinco criminosos mais perigosos que o Império já capturou.

Mania: Andi Benton era uma vizinha de Flash Tompsom que em um ataque do vilão Jack O’Lantern, perdeu seu pai e foi salva por Flash do gás mortal com os poderes do simbionte. O organismo de Benton não só a protegeu do gás, mas também se uniu a ela, criando a simbionte Mania, que se tornou uma “aprendiz” de Thompson e jurou vingança contra Lorde Ogro que foi o causador do ataque.

Scorn: O Carnificina foi utilizado por Michael Hall para criar próteses hibridas de tecnologia e material orgânico. Um dos resultados acabou criando o simbionte Scorn na prótese de Tanis Nieves, que já havia sido hospedeira de Carnificina no passado.
Scorn possui além dos poderes naturais dos Klyntar, a habilidade de se fundir com outras maquinas devido a sua origem tecno-hibrida.

Superior Homem de Ferro: O modelo 50 da Armadura do Homem de Ferro é chamada Superior Homem de Ferro ou Endo-Sym, foi criada aos moldes tecno-hibridos com um simbionte. Ao contrario dos demais simbiontes, a Endo-Sym foi criada por Stark com um escudo contra ataques sônicos, eliminando essa fraqueza do organismo. Esta é uma das armaduras mais poderosas do Homem de Ferro que possui uma união psíquica com Stark.

 

Simbiontes da Fundação Vida

Carlton Drake é um empresário e dono da Fundação Vida, empresa que tinha por objetivo criar bunkers para vender para pessoas ricas e poderosas, mas Drake acabou cruzando o caminho de Venom e ele teve a ideia de usar o simbionte a seu favor para ganhar dinheiro, assim ao capturar Venom que estava vagando sem um hospedeiro, o levou a Fundação Vida e lá ele criou mais cinco simbiontes a partir de Venom:

Riot: Possui garras e presas, embora prefira ser solido ele pode manipular seu corpo em varias formas.

Scream: Utiliza seu cabelo para atacar seus inimigos.

Agony: É capaz de usar seu metabolismo para cuspir ácido que pode queimar muitas substancias, além de poder absorver muitas coisas, inclusive a teia do Homem-Aranha.

Lasher: Simbionte capaz de criar tentáculos em suas costas e os utiliza como chicotes.

Phage: Este simbionte prefere criar armas, assim como o Carnificina.

 

Hospedeiros

Venom como um simbionte teve diversos hospedeiros durante sua existência, seus hospedeiros humanos foram:

Deadpool: Deadpool foi o primeiro ser humano a entrar em contato com o simbionte, pois esteve no Mundo de Batalhas. Tendo suas roupas danificadas, ele teve de usar o simbionte para reparar seu uniforme, mas percebeu que se tratava de um ser vivo que estava interagindo com sua mente. Sabendo que sua insanidade iria afetar a criatura, Deadpool o recolocou no seu módulo-prisão que logo foi encontrado pelo Homem-Aranha.

Peter Parker: Parker como o Homem-Aranha encontrou o novo “uniforme” durante as Guerras Secretas e a trouxe para a Terra. Parker gostava de seu “uniforme”, mas percebeu que ao usa-lo ficava muito exausto e em ação se tornava mais agressivo. Desconfiado, Parker procurou a ajuda do Sr. Fantástico que descobriu que o “uniforme” na verdade era um ser vivo que não tinha emoções e era viciado em adrenalina, e por isso precisava de um hospedeiro para saciar seu vicio. Este ser potencializava as características do hospedeiro, mas Parker sentiu repulsa do ser e foi auxiliado pelo Sr. Fantástico na remoção do simbionte. Por sua vez o Simbionte fugiu e entrou em contato com Parker se revelando em sua consciência pela primeira vez, Parker descobrindo as fraquezas do simbionte foi até a torre de uma igreja e com a ajuda de seus grandes sinos conseguiu remover a criatura de seu corpo.

Eddie Brock: Edward Charles Brock Jr., um repórter do Clarim Diario que ficou famoso por escrever a biografia de um homem que dizia ser o vilão Devorador de Pecados, mas pouco tempo depois o Homem-Aranha derrotou o verdadeiro Devorador de Pecados e sem querer provou que a biografia escrita por Brock não passava de estórias imaginarias de um doente mental, assim o Clarim foi ridicularizado e Brock despedido.
A Partir de então, Brock só pensava em se vingar do herói, mas como um humano não poderia enfrenta-lo. Depressivo, Brock pensou em se suicidar, mas o suicídio seria um pecado inaceitável, já que era católico. Quando Brock estava rezando na Igreja de Nossa Senhora de Todos os Santos, em Manhattan, curiosamente Parker estava na mesma igreja, mas na torre de sinos tentando se livrar do simbionte. Com a separação do Simbionte, o alienígena encontrou Brock e se uniu a ele, acabando com sua angustia e dando-lhe quase todos os poderes do Homem-Aranha, também lhe contando a verdadeira identidade do herói. Desta maneira nascia Venom.

Ângelo Fortunado: Após este criminoso se fundir com Venom e ser vergonhosamente derrotado pelo Homem-Aranha em batalha, o ser alienígena considerou-o um hospedeiro indigno e o abandonou durante uma queda, deixando-o morrer.

Mac Gargan: Era um investigador particular de J.J. Jameson, contratado para manter o controle sobre os passos de Peter Parker e do Homem-Aranha. Eventualmente Jameson pagou Mac Gargan para se submeter a um procedimento experimental realizado pelo Sr. Farley Stillwell, a fim de derrotar o Homem-Aranha. O procedimento se dava em conceder a cobaia humana os poderes de um animal, Jameson escolheu as habilidades do escorpião que seria o predador natural da aranha. As modificações genéticas e o equipamento mecânico (um exoesqueleto durável com um ferrão cibernético), o transformaram no vilão Escorpião. Após um tempo, o Escorpião passou a integrar o grupo de anti-heróis Thunderbolts de Norman Osborn e mais tarde se tornou o novo Venom, fazendo parte dos Vingadores Sombrios em uma versão pseudo-heróica do Homem Aranha.

Flash Thompson: Após o cerco de Asgard, Mac Gargan é separado do simbionte e Venom fica de posse do Departamento de Segurança Interna dos EUA. O Departamento estava inclinado a usar o simbionte para a criação de um novo super-soldado para ajudar a proteger o país. Após algumas tentativas de ligar o simbionte a um hospedeiro sem sucesso, o Departamento decidiu tentar uma ultima vez com o agora herói de guerra Flash Thompson que havia perdido as duas pernas na guerra. Flash concordou em ser o novo hospedeiro e com sucesso se tornou o Agente Venom, controlando seu uniforme com uma combinação de sedativos e força de vontade.

Anne Weying: A primeira intitulada She-Venom das HQs. Anne era uma advogada de sucesso e ex-mulher de Eddie Brock. Ao levar um tiro enquanto discutia com Eddie, Venom pulou em seu corpo para salvá-la assim se ligando a ela e a tornando a She-Venom temporariamente e salvando sua vida, mas também a transformando em uma homicida. Como She-Venom, ela matou todos os homens que a maltrataram durante a vida. Eddie tentou ajuda-la, mas após a saída de Venom de seu organismo Anne não conseguiu lidar com toda a situação e se suicidou.

Patrícia Robertson: Uma tenente dos EUA de um posto avançado no norte do Canadá, logo acima do Circulo Polar Ártico. Durante uma tarefa rotineira para um laboratório próximo, ela descobriu que algo havia massacrado a todos no local, onde a missão do laboratório era estudar parte do Venom Original que se regenerou, mas que acabou escapando, ela o capturou e o levou até a base onde trabalhava, mas o pedaço do simbionte escapou e novamente massacrou a todos no local. Um alienígena chamado The Suit levou Robertson, a única sobrevivente dos dois ataques, a perseguir o pedaço de simbionte que acabara de massacrar uma cidade inteira. The Suit deu um colar cibernético para Robertson para assim poder controlar o novo Venom, a tornando a nova She-Venom que foi para Nova York a fim de encontrar o Venom original, pois ao se tornar a hospedeira do novo simbionte descobriu que seu plano era exterminar a raça humana. Com a ajuda do Quarteto Fantástico e do Homem-Aranha, Robertson conseguiu capturar o Venom original e devolver seu pedaço do simbionte, apesar de no fim, Venom original após absorver seu pedaço ter escapado.

Lee Price: Um mercenário que faz qualquer coisa por dinheiro, Price foi contratado por Mac Gargan para ajuda-lo em um serviço envolvendo a gangue Lápide. As coisas não saem como o planejado e um tiroteio começa, o simbionte Venom que estava à procura de um novo hospedeiro pula em Price e se une a ele. Revendo as lembranças de Price como um militar, Venom acredita que ele, assim como Flash faria a coisa certa, mas Price toma o controle dos poderes do simbionte e brutalmente assassina a todos ao seu redor, inclusive Mac Gargan. Durante o assassinato o simbionte luta o tempo todo contra Price sem sucesso, este é o primeiro hospedeiro que consegue tomar o controle total de Venom, sendo Price seu hospedeiro mais recente.

 

Poderes e Fraquezas

Venom sem um hospedeiro é capaz de estender a sua massa em forma de tentáculos e criar manchas brancas e uma boca cheia de dentes, mas quando se une a alguém é que sua real força e potencial é demonstrado.

Seus Poderes:

  • Força sobre-humana: Suporta cerca de 70 toneladas e é páreo para personagens incrivelmente fortes como o Fanático.
  • Resistencia sobre-humana: Suporta diversos golpes físicos e disparos de armas de baixo calibre.
  • Vigor sobre-humano: Venom concede a seu hospedeiro a habilidade de sobreviver a ambientes perigosos filtrando o ar respirável a toxinas e embaixo d’agua, além de outros ambientes.
  • Fator de Cura: É capaz de curar diversas doenças como o câncer, também pode curar ferimentos mortais em qualquer circunstancia como ter metade da cabeça cortada ou ter o abdômen vaporizado.
  • Memoria Genética: Venom ao se conectar a um hospedeiro compartilha suas memorias e seus poderes com o individuo, podendo replicá-los no futuro.
  • Detecção de Descendentes: Venom percebe fisicamente se alguma de suas proles está por perto.
  • Criação de Teias: Pode ser uma variação de sua capacidade de estender seu corpo em tentáculos, o fato é que Venom  é capaz de imitar as teias do Homem-Aranha, estas “teias” são projetadas a partir da biomassa de Venom e são extremamente adesivas, uma vez fora do seu corpo ela se dissolve em pó se não forem reincorporadas.
  • Rearranjamento de biomassa: Venom  é capaz de transformar parte de sua biomassa em outras formas, transformando assim partes de seu corpo em tentáculos, garras afiadas, foices, machados e escudos.
  • Percepção Extra-Sensorial: Habilidade semelhante ao “sentido aranha” do Homem-Aranha, possivelmente adquirida após o tempo em que esteve conectado ao herói que por sua vez, como já foi seu hospedeiro seu corpo passou a ignorar sua presença, sendo assim, o Homem-Aranha é incapaz de detecta-lo por seu “sentido aranha”.
  • Camuflagem: O simbionte possui a habilidade de imitar qualquer tipo de roupa, rearranjando sua biomassa.
  • Presas Venenosas: Como seu nome indica, Venom – Veneno, ele é capaz de criar presas repletas de uma poderosa toxina, esse poder surgiu assim que foi abandonado por Peter e se uniu a Eddie Brock.

Suas Fraquezas: Venom como quase todos os simbiontes é altamente vulnerável ao calor intenso e a golpes sônicos. Venom já foi capaz de resistir ao fogo e a ataques baseados em calor, mas armamentos sônicos sempre tem se mostrado eficazes contra ele, já que o som extremo causa uma grande dor ao simbionte.

 

Inimigos

Venom é um simbionte que não tem lado, ele defende sua própria sobrevivência a partir de seu vício em adrenalina e assim mantem seu hospedeiro vivo o maior tempo possível. Desta maneira, Venom é um vilão e por isso seus inimigos são os heróis que conhecemos assim qualquer herói da Marvel pode ser seu inimigo, mas alguns de seus inimigos se sobressaem:

Carnificina: Considerado o arqui-inimigo de Venom, por ser um simbionte tão poderoso que sozinho nunca conseguiu o derrotar em combate. Seu hospedeiro é Cletus Kassady, um psicopata que esteve na mesma prisão que Eddie Brock. Ao fugir com Venom, Brock acabou deixando um fragmento do alienígena nas paredes de sua cela (que na verdade era uma cria de Venom), eventualmente esse fragmento se fundiu a Cletus e se tornou o Carnificina, um simbionte psicótico, instável e perigoso, que tem pouca vulnerabilidade ao som.

Riot: Outro simbionte que diferente de Venom é capaz de pular de corpo em corpo em busca de seu objetivo, sem assim precisar permanecer em apenas um hospedeiro e assim nunca se sabe onde ou em quem ele aparecerá. Seu primeiro hospedeiro foi Carlton Drake, um empresário que encontra o simbionte Venom em São Francisco e vê nele uma possibilidade de fazer dinheiro, o usando para fazer super-soldados para defender seus investimentos, mas as coisas saem do controle e ele acaba se tornando um hospedeiro de Riot.

Homem-Aranha: Peter Parker foi o primeiro hospedeiro humano de Venom na Terra. Venom é o retrato de tudo o que aprendeu em seu período com o Homem Aranha, tanto para o bem como para o mal. Sabendo que Venom era uma criatura maligna, Peter tratou de arranca-lo de seu corpo cortando a conexão entre os dois e tornando Venom quem é uma criatura sedenta por vingança.

 

Parcerias

Venom não é famoso por fazer parte de equipes ou fazer parcerias, mas em alguns momentos de sua vida ele acabou cedendo a esse instinto “humano” do companheirismo. O simbionte na forma de Agente Venom já fez parte das equipes, Vingadores Secretos, Thunderbolts e Guardiões da Galáxia, mas uma parceria memorável das HQs foi a de Venom com o Homem-Aranha, ambos uniram suas forças para derrotar um inimigo em comum, o Carnificina.

 

Mídias

Venom é um dos maiores vilões da Marvel e o que mais teve embates contra o Homem-Aranha, por isso é um personagem tão notório e admirado pelos fãs de quadrinhos, mas não é apenas em HQs que ele se manifesta, também em outras mídias.
Nos desenhos animados geralmente Venom se apresenta em seu hospedeiro Eddie Brock ou como o Agente Venom, Flash Thompson em: “Homem Aranha: A Série Animada” (1994), “Homem-Aranha Sem Limites” (1999), “O Espetacular Homem-Aranha” (2008) e “Ultimate Homem-Aranha” (2012).
Nos games, Venom aparece em: Spider-Men and Venom: Maximum Carnage (1994), Marvel vs. Capcom (1996), Spider-Man (2000), Marvel vs. Capcom 2: New Age of Heroes (2000), Ultimate Spider-Man (2005), Marvel: Ultimate Alliance (2006), Spider-Man: Friend or Foe (2007), Spider-Man: Web of Shadows (2008), Marvel: Ultimate Alliance 2 (2009), Spider-Man: Shattered Dimensions (2010), Spider-Man: Edge of Time (2011), Marvel: Avengers Alliance (2012) e Marvel Future Fight (2015).
Nos cinemas, Venom teve sua primeira representação no filme “Homem-Aranha 3” de 2007, onde o ator Topher Grace interpretou o repórter desonesto Eddie Brock, que cria uma rixa com Peter Parker para ser o novo fotografo oficial do jornal de J.J. Jameson, O Clarim Diario. Neste filme o simbionte Venom chega a Terra e acaba por tomar o corpo de Peter Parker como seu hospedeiro, aumentando seus poderes e habilidades, mas também alterando sua personalidade, o tornando uma pessoa egoísta e prepotente. Percebendo que havia algo de errado com sua roupa tomada por uma coloração negra, Parker descobre que se trata de uma criatura que usa de hospedeiros para sobreviver, assim Peter se livra do simbionte em uma igreja ao badalar de seus sinos, mas enquanto ele se livrava do simbionte o mesmo tomava o corpo de Eddie Brock que estava na mesma igreja, e assim nasceu o Venom nos cinemas. No final do filme, Venom é derrotado a muito custo pelo Homem-Aranha e o Duende Jr.
Esta versão foi de certa maneira elogiada por trazer as telonas parte de sua estória original das HQs, mas o filme em si foi muito criticado por público e crítica por seu roteiro deveras pobre e que diferente dos dois últimos filmes não contava apenas com um mais dois vilões o que sufocou o desenvolvimento do herói. Apesar disso, o personagem Venom foi muito bem representado assim como o vilão Homem-Areia e vê-los em cena é um consolo perante os demais elementos deste filme.

 

Atualmente

Venom assim como todo o universo do Homem-Aranha foi um dos “sorteados” na venda de personagens que a falida Marvel fez a muitos anos atrás, desta vez para a Sony Pictures, mas as coisas mudaram e a Marvel se reergueu. Seu estúdio de cinema foi comprado pela poderosa Disney e muitos acordos foram feitos como a parceria da Marvel Studios com a Sony no recente filme “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, também em “Capitão América: Guerra Civil” e em “Vingadores: Guerra Infinita”, além do futuro filme “Vingadores 4”. Desta maneira, com o universo Aranha sendo reestruturado nos cinemas nada mais que normal que seus vilões também tomem parte dos holofotes e isso é o que aconteceu com Venom, primeiro dos vilões do Aranha a ganhar um filme solo para o Aranhaverso (universo da Sony para seus heróis).
Assim “Venom” (2018) será o filme que dará origem ao simbionte e será o ponta pé inicial para a produção de outros filmes de vilões do Cabeça de Teia, neste filme o Homem-Aranha não aparecerá, sendo assim este é um filme solo do vilão que é interpretado por Tom Hardy. O filme acompanha Eddie Brock, um jornalista que investiga o misterioso trabalho do cientista Carlton Drake e a Fundação Vida que é suspeita de utilizar cobaias humanas em experimentos mortais. Quando Brock invade a fundação e descobre o que estão fazendo com as cobaias humanas, ele acaba entrando em contato com um simbionte alienígena, assim Eddie se torna Venom, uma maquina incontrolável que nem ele pode conter.

 

 

Um super-vilão, uma máquina de matar, uma criatura incontrolável, esse é o simbionte Venom, um dos vilões mais admirados e temidos do Universo Marvel por conta de sua volatilidade e de sua força descomunal que dá um tremendo trabalho para qualquer herói.
O Aranhaverso está batendo em nossa porta e uma nova leva de filmes baseados em quadrinhos está por vir, sendo de heróis ou vilões.
Como fãs ou apenas admiradores destes filmes o que nos resta é aguardar ansiosamente para que venha muita coisa boa e uma delas é a estreia de “Venom”, que estará nos cinemas a partir de 4 de outubro, e promete ser um filme cheio de ação e porque não, alguns sustos já que Venom não é uma das criaturas mais bonitas das HQs.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here